quarta-feira, maio 18, 2022

MORRE AOS 88 ANOS ZEZÉ CARLOS - SAIBA MAIS SOBRE SUA TRAJETÓRIA POLÍTICA

Morreu, aos 88 anos, o ex-prefeito de Ipu José Carlos Sobrinho (Zezé). De acordo com a família, ocorreu o falecimento na madrugada desta terça-feira (17/05). O velório ocorre ao público a partir das 14h na Câmara Municipal de Ipu. O sepultamento será no cemitério municipal. 

Breve histórico político

Fundador da empresa Ipu-Brasília em 1966, que depois deu lugar a VIPU em 1987, José Carlos Sobrinho, o Zezé, entrou oficialmente na política ipuense em 1988, onde se candidatou a Prefeito na época pelo PTB. Quatro anos depois conseguiu vencer as derrotando o médico Dr. Cacá Martins. Em 1996 conseguiu eleger seu sucessor Simão Martins, e em 2000 teve mais uma acachapante vitória ao eleger a dupla Marcelo [filho] e Toinha Carlos [Esposa] para o executivo local. 

Saiba mais sobre a trajetória política de Zezé Carlos clicando nas matérias abaixo

___________________________________________




domingo, maio 15, 2022

"NONATO FILHO TEM LUZ PRÓPRIA E EU NÃO INTERFIRO EM SUAS DECISÕES POLÍTICAS", DIZ LINDBERGH MARTINS

A imprensa vinculada ao ex-prefeito Sérgio Rufino postou neste final de semana uma Fake Política na qual o líder político Lindbergh Marins (PSD) estaria trabalhando para retirar seu primo, o vereador Nonato Filho, do apoio aos candidatos Bruno Pedrosa (PDT) e Eliane Braz (PSD). 

Em conversa com o Blog na noite deste domingo, 15, o ipuense Lindbergh foi enfático em dizer que não interfere nas decisões políticas de Nonato Filho. O chefe do executivo jijoquense nos disse de maneira incisiva: "Nonato Filho tem luz própria e eu não interfiro em suas decisões política em Ipu no tocante aos seus apoios à deputado nesse ano". 

Lindbergh também disse que tem em Nonato Filho a sua maior referência política e Ipu e que deve vir a cidade quando seu primo realizar um evento seu de apresentação dos seus nomes ao parlamento neste 2022.

"VOLTO PARA 2024"

A esta coluna, Lindbergh disse que não apoia nenhum tipo de insinuação maldosa e que as mesmas são ditas para tentar criar uma situação constrangedora com seus familiares. 

"Eles sabem (oposição) que após essas eleições retorno ao cenário político de Ipu e que minha tomada de decisão sempre passará por um alinhamento com o meu primo", finalizou o prefeito.  

sábado, maio 14, 2022

NO ENCONTRO DO UNIÃO BRASIL EM RUSSAS, WAGNER CRITICA A CORRUPÇÃO EM OBRAS PÚBLICAS

(Jangadeiro - Online) - Um dia após publicar em suas redes sociais que sua campanha não iria ceder à baixaria e que o foco seriam propostas para tirar o povo da fome, o pré-candidato pelo União Brasil ao Governo do Ceará, Capitão Wagner, acusou os adversários de estarem preocupados em fazer obras para ficarem com percentual da verba.

Neste sábado (14), durante o segundo encontro regional do partido, em Russas, ele também disse que o Hospital Regional de Limoeiro só passou a funcionar na "véspera da eleição".

"Quantas vidas foram perdidas no Vale do Jaguaribe durante a pandemia? Com um Hospital Regional pronto em Limoeiro, era só colocar para funcionar. Foram colocar para funcionar agora, na véspera da eleição. Eles não estão preocupados em salvar vidas. Estão preocupados em fazer obras, para tirar os 10, 20 e 30%".

Ainda pontuou que em seu governo, se eleito, o compromisso será com a geração de oportunidades no tocante a políticas de geração de emprego e renda, na redução da violência e em uma gestão eficiente da saúde.

"Só tem uma forma de a gente construir um projeto a ser executável: é conversando com as pessoas, e é isso que a gente tem feito incansavelmente.

No palanque com Wagner, estiveram políticos como os deputados estaduais Soldado Noélio, Delegado Cavalcante e Fernanda Pessoa , e os deputados federais Moses Rodrigues e Nelho Bezerra, suplente de Wagner em exercício.

Cavalcante foi um dos que, como Wagner, aproveitaram para alfinetar as desavenças internas na base governista: "É um esculhambando o outro". 

BRUNO PEDROSA RECEBE ADESÃO DE GRANDE LIDERANÇA DA REGIÃO SERRANA DE IPU

Grande referência na oposição de Ipu e também nome conhecido como uma liderança da região serrana do município, o Senhor Pedro Alexandre, irá marchar junto com o Deputado Estadual Bruno Pedrosa (PDT) no pleito desse ano. 

A adesão foi hoje, 14/05, comemorada com um leitoso almoço ofertado pelo Senhor Pedro em sua residência na região das Quebradas. Além do Deputado Bruno Pedrosa, também se fizeram presentes as lideranças políticas de Genesio Mororó, Elisfran Mororó e Efigênia Mororó e outros correligionários do parlamentar que trabalham para a reeleição.  

Bruno se comprometeu, entre outras demandas pontuadas por Pedro Alexandre e Familiares, de se engajar na pavimentação e estruturação de uma rodovia que ligue a Várzea do Giló até Pires Ferreira passando pela região das Quebradas. 

HISTÓRICO ROCHISTA

Conhecido como um uma grande reserva moral e homem de palavra política, Pedro Alexandre relatou para os presentes o seu correligionarismo iniciado com o médico Dr. Rocha Aguiar desde os anos de 1960, e depois continuado com o Deputado Chico Aguiar e mais recentemente com o Deputado Sérgio Aguiar. Mas desta feita, Alexandre que é uma pessoa muito próxima politicamente ao líder político Genesio Mororó, estará depositando seu trabalho e confiança em Bruno Pedrosa.





CAMILO SAI EM DEFESA DE IZOLDA APÓS PRESIDENTE DO PDT MINIMIZAR FORÇA ELEITORAL DA GOVERNADORA

(DN- Ponto Poder) - Diante da disputa interna no PDT pela indicação do nome a ser lançado para a disputa pelo Governo do Ceará, o ex-governador Camilo Santana (PT) foi às redes sociais, neste sábado (14), em demonstração de apoio à governadora Izolda Cela (PDT). O petista ressaltou que Izolda "ajudou a construir nosso Governo" e disse que ela é "merecidamente nossa governadora".

A manifestação de Camilo vem a público em meio às repercussões de uma entrevista concedida pelo presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ao jornal O Globo.

Ele criticou o veto do PT cearense ao nome do ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio como possível candidato governista e afirmou que considera "pouco provável" que Izolda tenha tempo hábil para "se tornar favorita" até o início da campanha eleitoral.

"A minha amiga Izolda, que é uma mulher muito preparada, não é muito conhecida. Será que ela consegue em três meses ter esse conhecimento antes da convenção para se tornar favorita? Não sei. Acho pouco provável", declarou Lupi.

O ex-governador, nas redes sociais, foi na contramão da declaração do dirigente pedetista. "Muitas pessoas têm falado do grande trabalho que Izolda tem feito como governadora. Firme e competente. Tinha certeza que seria assim", escreveu. "Izolda ajudou a construir nosso Governo. Enfrentou todas as crises comigo. Teve papel determinante nos avanços. É merecidamente nossa governadora", completou Camilo Santana.

DISCRIÇÃO DE IZOLDA

A governadora tem evitado falar publicamente sobre eleições. O argumento é de que o momento é de dedicação à administração estadual.

Na última semana, quando a crise entre PT e PDT ganhou novos contornos após críticas de Ciro Gomes ao PT no Ceará, Izolda não comentou o episódio diretamente, mas foi às redes sociais para expressar "respeito à aliança de partidos que ajuda a governar o Ceará e tem contribuído para os muito avanços do nosso Estado nesses últimos dois anos".

"PDT, PT, MDB, PSD e tantos outros que integram nosso Governo têm sido fundamentais em todo esse processo", destacou a pedetista. O nome dela é o que mais tem a simpatia de petistas dentre os quatro pré-candidatos do PDT ao Palácio da Abolição.

Além de Izolda e de Roberto Cláudio, também estão colocados como pré-candidatos o presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, e o deputado federal Mauro Filho.

"ROBERTO CLÁUDIO É O MAIS FORTE PARA EVITAR O CAPITÃO WAGNER", DIZ PRESIDENTE NACIONAL DO PDT

(O Povo Online) - O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, externou neste sábado, 14, preferência pela escolha de Roberto Cláudio (PDT) como candidato do partido para a sucessão de Camilo Santana (PT) no Ceará. Em entrevista ao jornal O Globo, Lupi fez elogios à governadora Izolda Cela (PDT), mas destacou maior taxa de conhecimento de RC entre o eleitorado.

“O Roberto Cláudio é o mais forte para evitar o Capitão Wagner (candidato de Bolsonaro). Ele é o mais conhecido, foi prefeito de Fortaleza durante dois mandatos”, disse Lupi. “A minha amiga Izolda é preparada, mas não é muito conhecida. Em 3 meses vai se tornar favorita? Acho pouco provável”, continua o pedetista.

Carlos Lupi também minimizou resistências do PT à candidatura de Roberto Cláudio. “Qual é o problema com Roberto Cláudio? Porque nas eleições que ele ganhou, o adversário era do PT, era a Luizianne Lins. Ela lidera a corrente do PT que não quer, não o apoio ao PDT, mas o apoio ao Roberto Cláudio. E aí começa essa questão”, afirma.

“Nós vamos fazer uma aliança, vocês vão escolher o nosso candidato? É aí o problema”, conclui. Na entrevista, o presidente do PDT destaca ainda que o partido "está unido" em torno da candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência da República.

quinta-feira, maio 12, 2022

PREFEITO LINDBERGH MARTINS E AUGUSTA BRITO TEM AUDIÊNCIA COM IZOLDA CELA

Em busca de melhorias para o município, o prefeito de Jijoca de Jericoacoara, Lindbergh Martins, esteve nesta quinta-feira (12), reunido com a Governadora Izolda Cela e com a Deputada Augusta Brito. Na ocasião, a Governadora Izolda garantiu um recurso de 2,5 milhões de reais para que a cidade possa realizar a obra de pavimentação asfáltica, na estrada que liga a comunidade do Córrego ao Mangue Seco.  Além disso, foi debatido o aprimoramento na drenagem da Vila de Jericoacoara. 

Na oportunidade, Lindbergh convidou a Governadora Izolda para participar da solenidade da assinatura da ordem de serviço da pavimentação asfáltica, na estrada que liga a Sede a entrada do Parque Nacional. As obras serão iniciadas, em breve, atendendo uma antiga reinvindicação dos jijoquenses e do trade turístico. 

Ainda sobre o encontro, Lindbergh disse  em suas redes sociais: "Agradeço a Governadora pela receptividade e por ter escutado prontamente as solicitações realizadas por mim e pela deputada Augusta. Também agradeço a deputada pela parceria e o apoio de sempre". 


CIRO DIZ TER SIDO PEGO DE SURPRESA COM ATAQUES DE CIRO E SINALIZA ANTECIPAR DEFINIÇÃO DO CANDIDATO

(Por Inácio Aguiar -DN) - Em conversa com deputados do PDT, o senador reforçou a intenção de aliança com o PT e indicou a possibilidade de a definição do candidato ao governo não ficar para última hora

No fim da semana passada, em meio ao rebuliço causado na aliança governista local após declarações críticas de Ciro Gomes a petistas do Ceará, o senador Cid Gomes (PDT), que ainda não deu declarações públicas sobre o episódio, teve uma conversa reservada com a bancada do PDT na Assembleia Legislativa, na qual sinalizou até uma antecipação da formalização do nome do candidato ao governo.

No encontro, Cid Gomes tratou de colocar panos mornos na questão. Ele disse aos aliados que as declarações do irmão não haviam sido “combinadas” e que o pegaram de surpresa, da mesma forma que aconteceu com os demais membros do grupo.

O senador, disseram fontes desta Coluna, reforçou que o PDT quer manter a aliança com os petistas no Estado e minimizou a rusga provocada pela fala incendiária de Ciro, que motivou até mesmo uma nota dura de resposta do PT.

Cid Gomes repetiu também o que vem dizendo sobre a escolha do candidato a governador, um dos maiores interesses dos parlamentares no momento. Segundo ele, será escolhido o nome que melhor estiver colocado nas pesquisas internas, que agregar o maior número de aliados e que contemple a aliança que envolve vários partidos.

Além disso, o parlamentar, que é um dos líderes do grupo governista, detalhou que o PDT fará apenas mais dois encontros regionais, em Sobral e Itarema, e partirá para as definições.

Esta coluna apurou ainda que a definição do candidato, diferentemente do que ocorreu nos últimos pleitos, não deverá ficar para a última hora. É provável que em junho, ainda na primeira quinzena, haja uma sinalização de definição sobre o assunto. 

DESCONFORTOS

Os parlamentares gostariam de ouvir do comando orientações sobre o momento de “princípio de crise” e as diretrizes de atuação. O presidente da Casa, Evandro Leitão, assim, convidou o senador para que pudesse ouvir os correligionários.

Aliás, as dúvidas dos aliados não são de agora. Desde março, quando ganhou corpo uma ofensiva de aliados do ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, pré-candidato ao governo pelo Partido, e das prontas respostas vindas de aliados da governadora Izolda Cela, alguns parlamentares estavam como “baratas tontas”, para usar um termo usado por um deles.

Além da relação com o PT, eles queriam ouvir do comando orientações sobre os atos da pré-campanha. Deputados que mantém lideranças regionais no Interior queiram saber qual conduta adotar nas visitas que estão sendo feitas para além dos encontros regionais do partido, principalmente por Roberto Cláudio.

Fonte: DN

NEGLIGÊNCIA DO HOSPITAL MUNICIPAL DE IPU NO ATENDIMENTO E TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE É DENUCIADA NO RÁDIO

Uma cidadã ipuense de nome Patrícia, participou da edição de hoje, 12/05, do Programa Fatos em Debate na FM Cidade (106,3), e fez uma grave denúncia de negligência no atendimento emergencial do Hospital Municipal de Ipu. 

Segundo a denunciante relatou para os ouvintes do radialista Hélio Lopes, seu pai conhecido como Marquinhos residente no Sítio São Paulo, foi vítima de uma picada de cobra venenosa (jararaca) no início da noite do dia 1º de Maio. Além de ter sofrido um mal atendimento do médico que colocou a vida do senhor Marquinhos em risco, Patrícia também destacou o desdenho dos funcionários da secretaria de saúde.

Esse é mais um caso em que a emergência Hospitalar Municipal de Ipu, o qual é uma unidade polo na região, coloca em risco a vida dos ipuenses. 

Ouça o áudio e veja o calvário que esse cidadão passou e que teve ainda que sofrer uma situação de transferência constrangedora na volta para o Ipu.

 

______________________________________________

Leia a Matéria abaixo relacionada 


"PREFEITOS DE IPU" TRATAM NOVAMENTE SOBRE O INÍCIO DA PERENIZAÇÃO DA BICA DO IPU

Na última terça-feira, 10/05, o prefeito (oficial) de Ipu, Robério Rufino, e o prefeito (de facto) Sérgio Rufino, estiverem em audiência  com o secretário de Recursos Hídricos do estado do Ceará, Francisco José Teixeira, em Fortaleza. Robério em suas redes sociais disse que o assunto da reunião era "para tratar sobre a obra de perenização da nossa Bica do Ipu".

Por ser uma gestão municipal conhecida por sua morosidade nas obras e no caso do Parque da Bica sem planejamento, daí a sua polêmica interdição turística que já caminha para um terceiro ano, a perenização da Bica do Ipu, ou seja, do Riacho do Ipuçaba que nasce na região serra do município, é motivo de desconfiança. Lembramos que desde 2017 (veja matéria aqui na imprensa local) que Sérgio Rufino propaga a realização dessa obra. 

Leia abaixo matérias relacionadas em que o Blog já expressou a sua opinião e desconfiança sobre essa tema:






segunda-feira, maio 09, 2022

CAPITÃO WAGNER LIDERA TODOS OS CENÁRIOS EM LEVANTAMENTO DO PARANÁ PESQUISAS

Levantamento do Paraná Pesquisas sobre a disputa para governador do Ceará, divulgado nesta segunda-feira (9), mostra o deputado federal licenciado Capitão Wagner (União Brasil) com 46,5% das intenções de voto. Em segundo lugar aparece um pré-candidato do PDT, a depender do cenário testado: a governadora Izolda Cela de Arruda Coelho, que assumiu com a saída de Camilo Santana (PT), marcou 24,4%; e o ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio, 29,8%.

O ex-governador Camilo Santana, por sua vez, lidera com folga a disputa para o Senado. De acordo com o Paraná Pesquisas, ele tem 66% das intenções de voto. Os demais pré-candidatos aparecem com menos de 3%.

PESQUISA PARA O GOVERNO DO CEARÁ

O instituto perguntou aos eleitores cearenses em qual candidato votariam para o governo do estado se as eleições fossem no dia em que a entrevista foi realizada. Veja a seguir os resultados da pesquisa espontânea e dos dois cenários da pesquisa estimulada – quando são apresentadas as opções de candidatos aos entrevistados.

Cenário 1 - pesquisa estimulada com Izolda

Capitão Wagner (União Brasil) - 46,5%

Izolda Cela (PDT) - 24,2%

Adelita Monteiro (Psol) - 3,2%

Nenhum/branco/nulo - 18,6%

Não sabe/não respondeu - 7,5%

Cenário 2 - pesquisa estimulada com Roberto

Capitão Wagner (União Brasil) - 43,4%

Roberto Claudio (PDT) - 29,8%

Adelita Monteiro (Psol) - 2,9%

Nenhum/branco/nulo - 16,9%

Não sabe/não respondeu - 6,9%


PESQUISA ESPONTÂNEA

Capitão Wagner (União Brasil) - 9,9%

Camilo Santana (PT) - 2,7%

Izolda Cela (PDT) - 2,3%

Roberto Claudio (PDT) - 1,9%

Adelita Monteiro (Psol) - 0,1%

Outros nomes citados - 0,7%

Nenhum/branco/nulo - 10,4%

Não sabe/não respondeu - 72%


REJEIÇÃO - Não votaria de jeito nenhum

Roberto Claudio (PDT) - 40,8%

Capitão Wagner (União Brasil) - 34,9%

Izolda Cela (PDT) - 28,7%

Adelita Monteiro (Psol) - 15,2%

Metodologia da pesquisa

O Paraná Pesquisas entrevistou 1.540 eleitores do Ceará entre os dias 1 e 6 de maio. O levantamento, contratado pelo próprio instituto, tem margem de erro de 2,5 pontos percentuais e nível de confiança de 95%. Ele está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o protocolo CE-06551/2022.

Fonte: Gazeta do Povo

EDITORIAL - UM CAVALO DE PAU PARA IMPÔR A CANDIDATURA DE ROBERTO CLÁUDIO E SALVAR CIRO NO CEARÁ

(Análise do Blog do KT) - Ciro, o cacique-mor dos Ferreira Gomes, agiu premeditadamente quando concedeu entrevista na semana passada fazendo duras críticas ao PT (alvo principal) e até a Eunício Oliveira (MDB). O presidenciável disse em voz alta que o PT cearense tem uma banda podre de corrupção.

Quais os objetivos de Ciro Gomes?

1 - Se impor ao PT do Ceará (incluindo aqui Camilo Santana e também Eunício) que defende a governadora Izolda Cela (PDT) como a candidata preferida. Com isso, Ciro diz aos Lulistas do Ceará que irá impor Roberto Cláudio e pronto. Os incomodados que se retirem e os petistas não ficam com a moral de terem emplacado a governadora como candidata a reeleição.

2- Ciro sabe que está correndo o sério risco ficar em segundo ou em terceiro lugar em seu próprio estado. Isso complicaria até seu futuro político. Uma candidatura de Izolda contempla a tese de palanque duplo, fortalecendo assim Lula no Ceará em meio a uma teórica tolerância da máquina governamental. 

3 - Há que se considerar que Ciro ao bom estilo Ferreira Gomes buscou tirar os holofotes de Capitão Wagner, o qual iniciou a semana passada na mídia com a declaração que iria disputar a eleição contra um poste.

Camilo Santana e o PT?

Os FGs acham que o ex-governador com uma candidatura certa ao Senado, ficará numa  posição de "neutralidade" nessa querela. Camilo é grato a Cid e dificilmente fará algum movimento brusco, apesar de colar em Lula em sua caça aos votos no Ceará. 

Frágil e com uma maioria submissa aos FGs, o PT mostrou aquilo que é como uma nota de repúdio a Ciro, mas que defende a continuidade da aliança com o PDT no Ceará. A sigla vermelha do Ceará, também presa a tese de Lula de que vai precisar dos eleitores de Ciro no segundo turno, saiu pequena e enquadrada com a fala do ex-Ministro. 

CONCLUSÕES

* Roberto Cláudio será o candidato da coesão do "12 lá e 12 cá" nas urnas. 

* Izolda, acusada de ser uma pedetista com DNA petista, vítima de "Misoginia Política" dos seus líderes, cumpre tabela até 31 de dezembro no cargo.

* O silêncio de Cid Gomes é uma consonância com a estratégia do irmão Ciro.  

* A campanha presidencial de Lula no Ceará será sabotada pela máquina governamental dos pedetistas.

* Eunício Oliveira, para não aceitar a humilhação de apoiar Roberto Cláudio, o seu "sabotador" de 2018, terá que ficar exoticamente neutro ou coerentemente apoiar Capitão Wagner. 

* O PSD dos Domingos de Tauá, ileso nesse tiroteio, está mais forte ainda para indicar o Vice de Roberto Cláudio

* O PT continua sendo no Ceará, em sua maioria, um puxadinho dos Ferreira Gomes.

domingo, maio 08, 2022

SEM AUTONOMIA, SECRETÁRIA DE SAÚDE DE IPU PODE DEIXAR O CARGO.

Sem ainda completar dois meses no cargo, a secretária de Saúde de Ipu, a enfermeira Mabel Girão, caminha para deixar o cargo. A teórica comandante da pasta segue sem autonomia para tomar decisões em meio a centralização nas mãos do ex-secretário Tião Rufino (hoje, chefe de Gabinete).

Nos corredores da secretaria de saúde e do hospital municipal, já são muitos os profissionais que percebem que Mabel está "desprestigiada" na função. Parentes do prefeito e outros que também ocupam cargos de indicação política, a ignoram no cotidiano e ainda buscam Tião para resolverem até coisas simplórias do cotidiano. Existem até aqueles que ainda torcem veladamente para o bem quisto vereador Glaidson Martins volte ao comando da pasta. 

As últimas situações com várias situações de mau atendimento no Hospital Municipal, sobretudo a parturientes e com recém nascidos, em meio a carência de obstetras e pediatras no cotidiano daquele nosocômio, emparedam a Secretaria de Saúde de Ipu a qual está até virtualmente desautorizada a se manifestar à comunidade nas redes socais como a verdadeira comandante da pasta. 

Por muito menos, Mabel já deixou rapidamente duas secretarias municipais (Santa Quitéria e Itapajé) a qual gerenciou nos últimos meses. A enfermeira chegou ao cargo em Ipu também devido a sua relação familiar e política com a ex-primeira dama Ana Rufino e com o ex-prefeito de São Gonçalo Cláudio Pinho. 

Uma coisa é certa observando a maneira como a fechada gestão dos Rufinos se comporta, a Secretária, se continuar, seguirá apenas com função protocolar e respondendo juridicamente por possíveis omissões da saúde municipal.  

OS DESAFIOS DE LULA NA LARGADA DA DISPUTA COM BOLSONARO

(Veja.com) - O ex-presidente Lula (PT) está em primeiro lugar nas pesquisas em sua sexta tentativa de chegar ao Palácio do Planalto — ele perdeu as três primeiras (1989, 1994 e 1998) e venceu as duas seguintes (2002 e 2006). Apesar da liderança, sua vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL) tem caído desde o início do ano. Levantamento XP/Ipespe divulgado na sexta-feira, 6, mostra o petista com 44% das intenções de voto no primeiro turno, contra 31% do atual mandatário. Já na sondagem do Instituto Paraná Pesquisas, divulgada na quarta-feira, 4, a diferença é bem menor: 40% a 35,2%. 

Depois de um momento de euforia na virada do ano, quando alguns petistas estrelados chegaram a cogitar a possibilidade de vitória no primeiro turno, o partido considera que a sucessão presidencial de  2022 será uma das mais acirradas da história recente. Diante dessa constatação e da recuperação de Bolsonaro, Lula e seus conselheiros pretendem fazer uma série de ajustes na campanha a fim de reduzir a vantagem do rival nas redes sociais, atrair o eleitor de centro e avançar no diálogo com setores importantes do PIB, que ensaiaram abandonar o ex-capitão, mas pararam no meio do caminho. 

Os desafios de Lula se dividem em duas partes. Uma delas é caseira. A fim de reforçar o discurso de que tentará formar uma frente ampla em defesa da democracia, o presidente ampliará a sua coordenação de campanha, abrindo espaços para integrantes de outros partidos, como o PSB do ex-governador Geraldo Alckmin, seu candidato a vice, e a Rede da ex-ministra Marina Silva, que ainda não declarou seu apoio pessoal ao petista. Cogita-se ainda trazer para o grupo pessoas sem filiação partidária mas com forte atuação na sociedade — de preferência, aquelas com capacidade de reduzir as restrições ao PT  em nichos específicos do eleitorado.

Na seara caseira, outra prioridade é deflagrar, com certa urgência, uma ofensiva para conter danos nas redes sociais.  Há o entendimento de que Bolsonaro ganhará de novo a batalha nesse terreno. E há o temor de que a vitória seja tão esmagadora quanto a de 2018. Daí a preocupação em ampliar e tornar mais aguerrida a militância digital petista — se não para empatar o jogo, pelo menos para não perder de muito. Resultado de uma disputa por dinheiro e poder, a reestruturação da equipe de comunicação da campanha também é reflexo do reconhecimento da fragilidade petista no universo digital. 

As missões mais prioritárias, no entanto, miram o público externo. Até aqui, Lula falou basicamente para simpatizantes e pregou para convertidos. Chegou a hora, dizem os petistas, de ele sair do cercadinho e discursar para os eleitores de centro e da centro-direita. E de evitar declarações atrapalhadas do ponto de vista eleitoral, como as críticas à classe média brasileira. O plano é deixar de lado pautas caras ao partido, como a regulação da mídia, e concentrar energia em assuntos que afetam diretamente o humor e o bolso dos eleitores, como inflação, emprego e renda. Comida no prato e gasolina barata. Afinal, a economia decidirá a eleição.

Entra aí outro desafio crucial: atrair setores importantes do PIB. Não será fácil. Lula costuma rebater as suspeitas sobre qual será a sua política econômica dizendo que governou o país por oito anos. Bastaria ver o que ele fez —  na versão do ex-presidente, ele teria promovido crescimento econômico com inclusão social, redução da desigualdade e responsabilidade fiscal. Confrontados com esse argumento, os donos do dinheiro lembram que a sucessora de Lula, a petista Dilma Rousseff, adotou o intervencionismo econômico e jogou o país na maior recessão de sua história. As dúvidas, portanto, seriam pertinentes. Ainda não está claro como o ex-presidente tentará dissipá-las. Por enquanto, ele descartou a ideia de reeditar uma Carta ao Povo Brasileiro. 

Além de liderar em intenções de voto, Lula tem uma rejeição menor do que a de Bolsonaro: 43% para um e 60% para outro, segundo a XP/Ipespe.  Políticos e especialistas costumam repetir que esta será uma eleição de rejeição, em que o eleitor não escolherá por empolgação, mas para ungir o menos pior.  O Lula de 2022 nem precisa ser o “paz e amor” de 2002. Para vencer, basta fazer com que o antibolsonarismo continue a predominar entre os eleitores, como sugerem as pesquisas, sobre o antipetismo.

Veja.com

sábado, maio 07, 2022

PSB DO CEARÁ DIVULGA PRÉ-CANDIDATOS A DEPUTADO NESTA SEGUNDA (09)

No dia 09 de maio acontecerá às 16hrs o lançamento da pré-campanha da Chapa Proporcional do PSB Ceará na sede do partido. A previsão é de que 200 pessoas compareçam ao evento. Entre os convidados estão confirmados: o ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio, o prefeito de Fortaleza Sarto e o senador Cid Gomes.

O PSB Ceará que, como a nacional, vem em um momento de muita renovação com a autorreforma e a elaboração de seu novo programa partidário, apresentará uma chapa completa, composta por 38 pré-candidatos a deputado federal e 30 pré-candidatos a deputado estadual. O plano é eleger, pelo menos, 2 deputados federais e 1 deputado estadual.

Entre os principais nomes da chapa temos o deputado federal Denis Bezerra, que preside o PSB Ceará; O vereador de Fortaleza e vice-presidente da Federação Cearense de Futebol Eudes Bringel; O ex-prefeito de Aurora Carlos Macedo; O advogado Washington Saboia; O suplente de deputado federal Alanderson Mangueira, filho do vereador Didi Mangueira; Deputado Odorico Monteiro; Ex-deputado estadual Paulo Facó; Ex-vereador Alípio Rodrigues; Ex-vereadora Marília do Posto; A médica Andreia Landim; O empresário Renato Célio e o professor Nauber Estácio.

Em 2020 o PSB Ceará conquistou um crescimento significativo ao eleger 8 prefeitos, 173 vereadores e 20 vice-prefeitos. Entre eles, o vice-prefeito de Fortaleza Élcio Batista.

“Apresentar chapas proporcionais completas demonstra a força do nosso partido. Este lançamento confirma o empenho do PSB Ceará em transformar a realidade do nosso estado. São esses pré-candidatos que farão a diferença na luta pela justiça social.” afirma o deputado federal Denis Bezerra, presidente do PSB Ceará.     

A solenidade acontecerá na Sede do PSB Ceará que fica na Rua Deputado João Pontes, 756. Fátima.

Fonte: Blog do Tidi/ Imagem do Instagran do PSB-CE

CEARÁ - PESQUISA MOSTRA QUE CIRO ESTÁ LONGE DE TER O DESEMPENHO DE 2018 NO SEU ESTADO

(Veja online) - O ex-governador Ciro Gomes, candidato a presidente da República pelo PDT, atinge 14,4% das intenções de voto no Ceará, seu reduto eleitoral, um desempenho melhor do que ostenta nas pesquisas nacionais. 
– quando não consegue atingir dois dígitos –, mas ainda longe de seus principais adversários, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). 

Segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 1º e 6 de maio e divulgado neste sábado, 7, o petista lidera a corrida no estado com 44,4% das intenções de voto, seguido pelo presidente, que tem 25,8%. A margem de erro do levantamento é de 2,5 pontos percentuais para mais ou para menos. 

Ciro, apesar de ser paulista de Pindamonhangaba, fez toda a sua carreira política no Ceará, onde foi deputado estadual, prefeito de Fortaleza e governador do estado. O seu PDT integra a coalizão que ajudou a sustentar os dois últimos mandatos de Camilo Santana (PT) como governador. 

No entanto, o desempenho de Ciro no Ceara, por ora, fica bem longe do conquistado por ele na eleição de 2018, quando venceu no primeiro turno em seu estado com 41% dos votos válidos contra 33% do candidato petista, Fernando Haddad, e 21% de Bolsonaro. O Ceará foi o único estado em que Ciro saiu vitorioso naquela eleição. No geral, ele terminou em terceiro na disputa nacional com 12% dos   válidos. 

No levantamento divulgado hoje pelo Paraná Pesquisas, os demais candidatos a presidente vêm bem atrás de Lula e Bolsonaro. O mais bem posicionado é o deputado André Janones (Avante),que tem 1,8%. Na sequência, aparecem o ex-governador João Doria (PSDB), com 0,6%; a socióloga Vera Lúcia (PSTU), com 0,4%;  a senadora Simone Tebet (MDB), com 0,3%, o cientista político Luiz Felipe d´Avila (Novo), com 0,2%, e o deputado Luciano Bivar (União Brasil), com 0,1%. O advogado José Maria Eymael (DC) não pontuou. 

Entre os entrevistados, 8,4% disseram que irão votar em branco, em nenhum dos candidatos ou anular o voto. Outros 3,6% não souberam ou não responderam. 

A pesquisa foi feita por meio de entrevistas pessoais com 1.540 eleitores em sessenta municípios do Ceará e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o n.º BR-01705/2022. 

Fonte: Veja

"SÓ DE NELSO" NO IPU - SECRETÁRIO FALA DE ASFALTO, MAS ESQUECE DO CAOS NAS RODOVIAS

Na última quinta-feira, 05/05, quem esteve em visita oficial ao Ipu, foi o Secretário das Relações Institucionais do governo do Ceará Nelson Martins. Representando a governadora Izolda Cela (PDT), Martins veio oficializar o programa Sinalize que está sendo implantado em todos os municípios do Ceará promovendo asfaltamentos e sinalizações do trânsito nas cidades interioranas.

Afora os protocolares elogios ao Clã Rufino que comando oligarquicamente o Ipu desde 2013, o Secretário da Izolda se comprometeu em ajudar na aceleração das obras do represamento do Parque da Bica do Ipu.  

CAOS NAS CEs EM TORNO DO IPU

Mas em nenhum momento em sua fala para a classe política presente na Câmara Municipal de Ipu, Nelson Martins se referiu ao caos em que se encontra as rodovias estaduais da nossa região. Ele que é de Hidrolândia, deveria fazer um rally na estrada (ou o que restou dela) que liga sua terra natal ao Ipu. E o que dizer da estrada Ipu a Sobral que leva universitários e pacientes para os hospitais? A cidade de Ipueiras é outra que sofre com a buraqueira em seu entorno. 

COMODISMO ELEITORAL

A região do sopé da Ibiapaba sempre conviveu com as piores estradas do Ceará. São feitas com péssimos asfaltos, sem acostamento e sem manutenção. Em "agradecimento", os desavisados eleitores sempre dão em média 80% dos votos aos candidatos governistas que retribuem essa discrepância.

Enquanto ao Nelson, nesse sentido, estava "só de Nelso" como se fala no bom linguajar popular cearense, ou seja, só se desvencilhando e "deixando pra depois" sobre algo que é bem mais urgente. 

sexta-feira, maio 06, 2022

LIDERANÇAS DE RERIUTABA DEFINEM APOIO PARA CANDIDATOS A DEPUTADO

Após um acirrado embate eleitoral em 2020, a cidade de Reriutaba se prepara para mais um pleito polarizado. O prefeito Pedro Humberto (PSB), eleito em 2020 com 51,43% dos votos e com seu grupo agora fortalecido com 9 dos 11 vereadores do legislativo local, apoiará Júnior Mano (PL) em sua tentativa de reeleição para Deputado Federal. Já para a Assembleia Legislativa do estado, "PH" segue em alinhamento próximo com o Senador Cid Gomes e dará apoio a sua irmã, Lia Gomes. 

Augusta Brito

Já o ex-prefeito Osvaldo Neto (PDT) estará ao lado dos dois edis de oposição, Professor Chico Braga e Chiquinho Carnaúba, apoiando a Deputada Augusta Brito (PT) em sua tentativa de reeleição. O líder maior do PDT de Reriutaba seguirá, assim como em 2018 quando chefiava o executivo municipal, apoiando Leônidas Cristino (PDT) ao lado também do edil Chiquinho Carnaúba.

Fernanda Pessoa

O político Regis Rêgo, o qual já foi militante do PT, irá apoiar a Deputada Estadual Fernanda Pessoa (União Brasil), filha do Prefeito de Maracanaú Roberto Pessoa, a qual tentará agora uma vaga na Câmara Federal. O vereador Chico Braga, também dará apoio em Reriutaba à Fernanda em sua empreitada. 

CONFIRA OS MAIS VOTADOS PARA DEP.FEDERAL EM 2018


CONFIRA OS MAIS VOTADOS PARA DEP.ESTADUAL EM 2018


AVANÇA NO BRASIL A POPULAÇÃO QUE SE DECLARA SEM RELIGIÃO

Pai da sociologia moderna, o francês Émile Dur­kheim (1858-1917) dedicou boa parte de seus estudos a analisar as religiões, às quais atribui haver concebido “tudo o que há de essencial na sociedade”. Ao estabelecer a distinção entre sagrado e profano e definir rituais, costumes e objetos relacionados ao divino, diz Durkheim, elas criaram os códigos que regeram os acordos da vida em coletividade, forjaram comportamentos e solidificaram a própria noção de certo e errado. “Religião não é somente um sistema de ideias. Antes de tudo, é um sistema de forças”, concluiu.  Assim a humanidade caminhou durante séculos, enlaçada aos dogmas de uma ou outra igreja, até poderes mais altos se levantarem e esgarçarem nós que pareciam indestrutíveis. 

Neste multifacetado século XXI, regido pela tecnologia e pelo consumo, saturado pelo desencanto com ideias estabelecidas e tomado pelas escolhas individuais, cada vez mais pessoas se dispõem a declarar que, ao contrário de seus país, avós e bisavós, não seguem religião alguma. É um fenômeno silencioso, ainda pouco evidente no cotidiano e mais comum entre os jovens — de repercussão nas próximas gerações, portanto —, mas não faltam pesquisas para comprová-lo. 

Duvidar e se afastar — em suma, tornar-se um “desigrejado” — são atitudes que proliferam também entre os brasileiros. Segundo o IBGE, o contingente que se define como sem religião pulou de 0,8% em 1970 para 8% — dez vezes mais — em 2010, o último dado disponível. E o grupo segue se expandindo: em pesquisa do Datafolha publicada em 2020, a parcela havia avançado para os 10%. 

Temas que fazem parte da vida dos jovens e são muito mais aceitos por eles, como questões de gênero, sexualidade, aborto, feminismo e raça, estão justamente entre os que se chocam com as doutrinas religiosas — e, no embate, a crença sai perdendo. As novas gerações são as mais inclusivas da história. Faz parte do seu DNA questionar princípios arcaicos e lutar por seus direitos. 

Não ter religião definida, como mostram as pesquisas, não significa abandonar a fé e a espiritualidade, fato confirmado pela quantidade bem menor de ateus (embora também eles estejam se multiplicando). “O processo de pluralização religiosa tem sido muito mais intenso do que o de secularização da sociedade. Isso fez com que o católico que se dizia não praticante se sentisse mais à vontade para admitir que não tem religião”, ressalta Ronaldo Almeida, professor de antropologia da Unicamp. 

O catolicismo conviveu com outras crenças no Brasil sem perder a majestade até um século atrás, quando chegaram os primeiros imigrantes protestantes e, com eles, o ímpeto da evangelização e da conversão. Nos anos 1970, a proliferação das igrejas neopentecostais começou a causar um impacto tão forte no rebanho católico que, segundo as previsões, em dez anos os evangélicos serão maioria no país.  inesperada expansão dos sem religião, no entanto, é sentida em ambas as arenas religiosas: enquanto a soma de católicos e evangélicos perdeu 10 pontos porcentuais entre 1970 e 2010, a dos “desigrejados" subiu mais de 7%. 

Para a juventude deste século, crer sem ver é questão de foro íntimo, que dispensa culto, missa, padre e pastor. 

(fonte: Revista Veja em 05/05/2022 com adaptação de texto do professor Kléber Teixeira).

NOVA PESQUISA DO INSTITUTO PARANÁ TRAZ UM ALERTA PARA A CAMPANHA DE LULA

A diferença entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Lula (PT) diminuiu e chegou a menos de 5 pontos percentuais. Segundo levantamento do Paraná Pesquisas, o ex-presidente aparece com 40% contra 35,2% do atual chefe do Executivo nacional.

Ainda de acordo com a pesquisa, Ciro Gomes (PDT) continua na terceira posição com 7,4%. O pedetista é seguido pelo ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB), que tem 3,2%. Em seguida, aparecem André Janones (Avante), com 2,4%; Simone Tebet (MDB), com 0,7%; Luciano Bivar (União), com 0,2%; e Luiz Felipe D’Ávila (Novo), com 0,1%.

O trabalho de levantamento dos dados foi feito através de entrevistas pessoais, face a face, com eleitores com 16 anos ou mais, em 26 Estados e Distrito Federal e em 166 municípios brasileiros entre os dias 28 de abril e 3 de maio de 2022.

CENÁRIO PREOCUPANTE PARA O PT

Na sondagem de intenção de voto espontânea (quando os nomes dos candidatos não são apresentados), segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 28 de abril e 3 de maio e e divulgado nesta quarta-feira, 4.

Ele cravou 25,2% das intenções de voto contra 27,6% do petista, o que configura um empate dentro da margem de erro de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos. 

O resultado é um alerta para a campanha de Lula, já que Bolsonaro vem conseguindo nos últimos meses se aproximar do petista na corrida presidencial. 


quinta-feira, maio 05, 2022

O IPUENSE DR.CADU CONFIRMA QUE SAIRÁ CANDIDATO À DEPUTADO FEDERAL


O ex-vice Prefeito de Ipu, Dr. Carlos Eduardo Martins Torres, conhecido como Dr. Cadu, confirmou para o blog que, uma vez realizada a convenção partidária do partido Avante, sairá candidato à Deputado Federal.

Apoiador e amigo próximo do Capitão Wagner, Cadu buscará defender, entre outras bandeiras políticas, a necessidade de que a região da Ibiapada esteja mais forte e com representação no Congresso Nacional. 

WAGNER DIZ QUE CIRO "FORÇA A BARRA" PARA O PT LANÇAR CANDIDATO AO GOVERNO E PROVOCAR UM SEGUNDO TURNO

Um dia depois de Ciro Gomes (PDT) dizer que há "um lado corrupto do PT" no Ceará, instigando um racha na aliança entre os partidos da base governista, Capitão Wagner (União Brasil), pré-candidato ao Governo do Estado, afirmou que o pedetista quer "forçar barra" para que o Partido dos Trabalhadores (PT) lance candidatura própria.

"Há um receio de que a eleição seja decidida no primeiro turno. Isso é uma 'forçação de barra' para que o PT lance candidato e a gente tenha segundo turno, como houve a 'forçação de barra' na eleição (municipal) de 2020, quando foram lançados candidatos que eram da base do governo municipal", declarou o deputado federal em entrevista concedida na Câmara Municipal de Fortaleza, na manhã desta quarta-feira (4).

Wagner aproveitou ainda para atacar o adversário político, que é pré-candidato à Presidência do Brasil. "Acho que ele (Ciro) tinha que focar na eleição dele para presidente, mas, diante da impossibilidade de viabilizar a candidatura, está focando no projeto do Ceará", atacou o deputado federal licenciado.

FONTE: DN

POR QUE UMA GRANDE PARTE DO PDT E O PT AINDA BUSCAM MANTER A ALIANÇA NO CEARÁ

Não interessa ao Partido dos Trabalhadores (PT) - e nem ao Partido Democrático Trabalhista (PDT) - romper a aliança que governa o Estado desde 2006. As pesquisas internas apontam que um eventual racha não ajudaria a nenhum dos dois no cenário atual da sucessão estadual.

Talvez por isso, a nota lançada pelos petistas nesta quarta-feira (4) deixou de lado o tom beligerante focado na parceria e centrou fogo em revide aos tiros disparados contra “uma parte” da legenda por Ciro Gomes no dia anterior. No documento, embora faça duras críticas ao ex-governador e mande recados sobre a escolha do candidato ao governo do Estado que, segundo os petistas, Ciro quer que seja “à sua imagem e semelhança”, a nota não cita, em nenhum momento, a possibilidade de rompimento.

Para resumir: o PT, que tem um grupo interno contrário à aliança com os Ferreira Gomes, tem feito investidas para tentar evitar que Roberto Cláudio, ex-prefeito de Fortaleza e desafeto da antecessora Luizianne Lins, seja o candidato ungido pelo grupo governista à sucessão. Foi por isso que Luizianne ameaçou deixar o PT ao fim da janela partidária. Nos bastidores, lideranças insurgentes tinham pouca fé de que José Guimarães, detentor da hegemonia do controle do diretório estadual petista, resistisse ao nome de Roberto Cláudio, caso houvesse a imposição dos irmãos Gomes.

Os recados recentes mandados por Guimarães ao PDT, segundo os quais o petismo não aceitaria “imposição de nomes”, era muito mais para tranquilizar os aliados céticos dentro do PT. A condição de Izolda Cela neste cenário, entretanto, ajudou a uma certa pacificação no Partido.

Ao perceber as vantagens de Izolda, que tem a máquina na mão e passou a ser defendida pelos petistas, aliados de Roberto Cláudio resolveram partir para o confronto em defesa do nome do ex-prefeito.

TESES INTERNAS NO PT

A narrativa inicial foi a defesa de uma “candidatura própria” em um palanque fiel ao ex-presidente Lula. A tese foi superada após o próprio Lula não estimular a possibilidade. Mais do que isso, o ex-presidente entregou a Camilo Santana a missão de montar o palanque da aliança estadual.

Camilo, como um equilibista, se mantém no PT e, ao mesmo tempo, aliado fiel de Cid e Ciro Gomes. Até pela posição de destaque que conquistou no comando do Estado, Camilo, naturalmente, terá muito peso na decisão de candidatura. E ele parece já ter uma inclinação pela sua sucessora, pré-candidata pelo PDT.

Izolda é muito próxima dos irmãos Gomes. Muito mesmo. Entrou na vida pública por intermédio deles. Até mesmo o esposo dela e ex-prefeito de Sobral Veveu Arruda, filiado ao PT, mantém lealdade aos conterrâneos do PDT.

A APOSTA DOBRADA DE CAMILO

Camilo tem feito a defesa do governo de Izolda – que acaba sendo o dele também - em toda oportunidade. Mas as declarações dele, definitivamente, não são apenas administrativas. Ao fortalecer o nome dela, Camilo Santana sinaliza a Cid e Ciro e ao mesmo tempo aos correligionários.

FONTE: DN

domingo, maio 01, 2022

AUGUSTA E GADYEL TENTAM TRAZER LINDBERGH DE VOLTA PARA A POLÍTICA IPUENSE

O dinamismo da política ipuense está em alta. A deputada Estadual Augusta Brito(PT) e seu marido Gadyel Gonçalves (PDT), candidato a Deputado Federal, tentam agora convencer Lindbergh Martins a voltar ao jogo político de Ipu. 

A ideia do casal de políticos ibiapabanos é já compor um grupo com jovens lideranças e empresários ipuenses para a eleição que se aproxima, mas com um pacto de apoio firmado para as eleições para prefeito em 2024. Esse legue de alianças que teria o ipuense prefeito de Jijoca como o grande líder, já estaria sendo engendrado com a simpatia até de lideranças do grupo de situação. Isso tudo com a chancela do Senador Cid Gomes, o cacique-mor do PDT e responsável por desenhar arranjos políticos no interior.  

O prefeito Lindbegh Martins que recuou da política ipuense no último mês, tem na cidade que administra uma parceria firmada com Augusta nessas eleições. 

Tem um detalhe importante nessa história: Augusta e Gadyel foram "deixados ao sol" por Sérgio Rufino. Será uma forma de já começarem a dar o troco no ex-parceiro político?