terça-feira, dezembro 30, 2014

SAIBA QUAIS SÃO OS SUPLENTES QUE ASSUMIRÃO VAGAS NA ASSEMBLEIA

O governador eleito Camilo Santana (PT) anunciou nesta segunda-feira (29), no Palácio Abolição, os nomes dos secretários estaduais que assumirão a partir do dia 1º de Janeiro.  Dentre eles, quatro deputados estaduais eleitos: Miriam Sobreira (Combate às Drogas), David Duran (Esporte), Osmar Baquit (Pesca e Aquicultura) e Ivo Gomes (Cidades).

A incorporação de deputados eleitos no governo de Camilo Santana abre espaço para suplentes na Assembleia Legislativa. Assumirão cargo a partir de 2015: Leonardo Pinheiro (PSD), Professor Teodoro (PSD), Fernando Hugo (SD) e Raquel Marques (PT).

Na Câmara Municipal de Fortaleza uma vaga para suplente, com a convocação do vereador de Fortaleza, Guilherme Sampaio (PT). Ele foi um dos coordenadores do comitê setorial de Camilo Santana durante a campanha eleitoral.

Sucessão Municipal 2016 - MOSES RODRIGUES DEFENDE "TERCEIRA VIA" EM IPU E SOBRAL

O Deputado Federal eleito Moses Rodrigues (PPS) esteve em Ipu ontem, segunda (29), pra visitar amigos e correligionários políticos e agradecer pelos quase 2.000 votos obtidos na cidade.

Em entrevista concedida ao Programa Fatos em Debate da Rádio Regional de Ipu, apresentado pelo radialista Hélio Lopes, Moses afirmou seu compromisso com a educação da região e defendeu a importância do voto distrital.

O jovem empresário das Faculades Inta disse que estará montando um escritório em Sobral para atender as demandas dos seus correligionários políticos.

Moses falou também da sua ligação familiar com a cidade, ressaltando que sua "segunda mãe" é de Ipu. Moses se referiu a professora ipuense Neide Martins, casada com seu pai Dr. Oscar Rodrigues e mãe dois irmãos seus.

ADRIANO MELO
Acompanhado pelo Vereador Adriano Melo (PV) e pelo empresário Demontier Camelo, o parlamentar eleito enfatizou que existe um acordo já selado em Brasília no qual as siglas PPS-PV-PSB-SOLIDARIEDADE, deverão estarem unidas de forma majoritárias nas próximas eleições municipais. Moses disse nos microfones da AM 1520 que tanto em Ipu e em Sobral essa composição deverá lançar candidaturas alternativas à Prefeito em 2016.
O edil Adriano Melo foi apontado por Moses como um desses nomes com potencial para liderar essa composição partidária em Ipu.
Fotos: Repórter Francisco José

SECRETARIADO DE CAMILO SANTANA ATENDE A INTERESSES POLÍTICOS

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou o seu secretariado, ontem à tarde, ao lado da vice-governadora Izolda Cela. Sediado no Palácio da Abolição, o evento foi breve e não contou com a presença dos novos secretários
Com amplo peso político, o secretariado anunciado ontem por Camilo Santana (PT) divide entre cidistas, petistas (lógico, sem serem os da turma da Luizianne) e amigos dos partidos derrotados na maior parte das indicações do primeiro escalão. 
Critérios Técnicos foram praticamente deixados de lado. Deputados eleitos também foram convidados para darem vagas aos aliados que ficaram na suplência.

INFLUÊNCIA DE CID NO GOVERNO
A Secretaria das Cidades, aquela mesma que foi o epicentro dos "Escândalos dos Banheiros", a qual respingou no Ipu na gestão do Prefeito Sávio Pontes, quando Camilo Santana era seu titular, fica agora nas mãos de um "Ferreira Gomes". Ivo Gomes assume a pasta que é dotada de um gordo orçamento e que faz uma política muito próxima a todos os municípios.
Mauro Filho, fragorosamente derrotado na disputa ao Senado por Tasso Jereissati, se feudaliza de vez na Secretaria da Fazenda depois de ter fracassado o Lobby cidista para dar-lhe um cargo de primeiro escalão nacional.

ACOMODAÇÃO DOS AMIGOS DERROTADOS
Outro ponto que salta aos olhos é a grande quantidade de “derrotados” na equipe. Cinco indicados ontem, Dedé Teixeira (Desenvolvimento Agrário), Artur Bruno (Meio Ambiente), Guilherme Sampaio (Cultura), Inácio Arruda (Ciência e Tecnologia) e Mauro Filho (Fazenda) disputaram eleições, sem sucesso, neste ano. Já Padre Zé (Conselho de Educação), apesar de não ter disputado diretamente, saiu na chapa de Mauro Filho como suplente.

segunda-feira, dezembro 29, 2014

DILMA JÁ TÁ DE OLHO EM 2016

Charge

PREFEITO DE IPU SINALIZA QUE NÃO HAVERÁ RATEIO DO FUNDEB DE 2014


Prefeito de Ipu não busca diminuir os gastos com pessoal

A Prefeitura de Ipu, assim como no ano passado, não irá promover rateio do Fundeb. Os Prefeitos de gestões anteriores tinham a praxe de fazer essa divisão. Cidades vizinhas promovem a divisão das sobras, o que faz com que a entrega desses valores seja uma grande festa para os educadores locais e fator de motivação profissional e empenho em sala de aula.

Entenda
O governo Federal determina que as Prefeituras devam aplicar no mínimo 60% dos recursos para o pagamento de professores e 40% em atividades para manutenção da rede de ensino municipal. Quando as prefeituras não chegam a gastar esses 60% com salários, o que sobra de um ano para o outro deve ser rateado entre os professores.

O prefeito Sergio Rufino afirmou recentemente no Programa Radiofônico Oficial do executivo local que nesse ano os investimentos têm ultrapassado os 60%. O gestor de Ipu deixou, portanto, subentendido que não existem valores para serem divididos e bateu na tecla que tem cumprido com suas obrigações legais com os gastos. 

A Raiz do Problema
Um dos fatores que afeta no gasto e que faz ultrapassar esses 60% está na pouca quantidade de alunos nas unidades escolares de Ipu. Isso faz com que existam salas de aula com 11 alunos e escolas com menos de 50 alunos. Isso gera uma demanda maior de professores, diretores e funcionários o que aumenta os gastos do Fundeb. Esse problema existe desde o primeiro ano da gestão e continua nesse segundo.

Muitas Escolas e Muitos Funcionários
O que nos chama atenção é que a gestão atual tem sempre primado pelo equilíbrio nos gastos. Então, se essa filosofia de fato existe, por que não fazer remanejamentos de alunos e restruturação de escolas para  que os gastos com pessoal diminuam?

Por que não fazer um esforço para reduzir os gastos com contratados (muitos destes coincidentemente eleitores de vereadores da bancada de situação) e buscar uma valorização dos concursados? Temos certeza que esses profissionais sabem que aumentar relativamente o número de alunos por série, observado sempre a razoabilidade entre 20 e 30 alunos, não é obstáculo para uma boa aprendizagem. Outro ponto importante é que a fusão de escolas também demandaria um gasto menos com diretores e coordenadores.
Sergio Rufino precisaria ter coragem de demitir e remanejar, ou seja, cortar da carne.

Política partidária, uma inimiga da educação de qualidade e da valorização Profissional
Sempre levantamos a bandeira que interesses políticos são os maiores inimigos da valorização dos profissionais da educação. É público e notório que isso infere na qualidade do que é ensinado. Os números das avaliações globais do governo expõem essas chagas, onde a educação de Ipu está com feridas abertas.  

domingo, dezembro 28, 2014

CID GOMES PRETENDE MUDAR CURRÍCULO DO ENSINO MÉDIO

A reforma no currículo do ensino médio será a prioridade do futuro ministro da Educação, Cid Gomes. "Não será de um dia para o outro, vamos negociar com todo mundo antes", disse.

A proposta defendida por Cid é a adequação do currículo à aptidão do aluno. Se ele tiver propensão à área de exatas, por exemplo, poderá dar ênfase à matemática e à física no ensino médio.

Além da reforma, o novo ministro cita entre suas metas a ampliação de vagas no ensino infantil e de escolas de tempo integral, promessa de Dilma Rousseff na campanha.

Segundo Cid, no ensino integral, a ideia é focar as séries finais do ensino médio e fundamental, priorizando as periferias das grandes cidades.

Governador do Ceará em fim de mandato, Cid Gomes toma posse na pasta em 1º de janeiro. A melhora em alguns indicadores educacionais no seu Estado foi o que motivou o convite de Dilma.

Fonte: Folha de S.Paulo. 

O BRASIL QUE DILMA DEIXA PARA DILMA

Anunciados por Dilma Rousseff (PT) nesta semana, novos ministros receberão da petista um País com grandes expectativas por reformas econômicas e administrativas. Em indicações permeadas por pressões sociais, equipe terá pela frente cenário nebuloso – em economia desacreditada pelo mercado e com alguns índices sociais “estacionados”. Se enfrentará ainda o desafio da violência, 2º mandato petista colherá desemprego recorde e desigualdade em queda.

Se comparado ao Brasil que recebeu de Lula (PT), Dilma tem hoje um País que cresce muito aquém do esperado. Enquanto Produto Interno Bruto (PIB) alcançava taxas de crescimento de até 7,5% no último ano de seu antecessor, três anos depois a mesma taxa caiu para menos de um terço - 2,3%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

“Calcanhar de Aquiles” da gestão Dilma, a Petrobras também reflete mau momento da economia brasileira em seu valor de mercado. Valendo até R$ 380,2 bilhões em 31 de dezembro de 2010, valor da maior estatal brasileira despencou para R$ 179,5 bilhões - com ações passando de R$ 27 para pouco mais de R$ 10.
Click na imagem para visualizar melhor

Entre fontes oficiais, explicações miram geralmente os efeitos da crise mundial ou de “interesses escusos” de “grupos políticos” que desejariam fragilizar empresas estatais brasileiras - com o objetivo final de privatizá-las.

Maiores avanços
No desafio de recuperar fôlego do mercado e reconquistar a confiança internacional, Dilma terá a seu favor algumas das melhores índices de seu governo. Em setembro deste ano, o governo fechou taxa de desemprego a 4,9% - a mais baixa em 12 anos. O bom desempenho impulsionou ,inclusive, a campanha dela à Presidência.

A sucessora de Lula também fecha o primeiro governo com o Brasil em situação melhor nos juros - durante maior parte do mandato - na redução da desigualdade e no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Nos quatro anos da petista, o País subiu cinco posições no ranking mundial do IDH, indo da 84ª posição para a 79ª.

Apesar dos avanços, Dilma também possuiu uma série de indicadores sociais “estacionados” ou que pioraram. Entre eles se destaca o aumento da violência, com taxa de homicídios a cada 100 mil habitantes saltando de 27,5 ao final do governo Lula para 29 em 2012 - com apenas dois anos de governo. Taxa de mortalidade infantil também pouco caiu, indo de 17,22 a cada mil nascidos para 14,4.  

Cid enfrenta índice pouco positivo da gestão Dilma
Indicado novo ministro da Educação pela presidente Dilma Rousseff (PT), Cid Gomes (Pros) enfrentará um dos desafios que menos avançaram durante o 1º governo da petista: reduzir a taxa de analfabetismo entre população brasileira. 

Segundo dados do IBGE, taxa de analfabetos entre pessoas de mais de 15 anos era de 8,6% no início do governo Dilma. Já em 2013, último ano da amostra completa do Instituto, mesmo índice ainda era de 8,5% - ou seja, oscilou apenas 0,1% em três anos.

A escolha de Cid encontra paralelo positivo com o desempenho do governador em resolver o problema: em oito anos, o governador reduziu mesma taxa de 20,5% para 16,3% índice de analfabetismo no Ceará.

Também foi o governador que implementou a iniciativa do Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic), muito elogiado por Dilma e que acabou sendo “copiado” pela petista em programa semelhante, aplicado em escala nacional. 

O desafio também se repete no acesso à educação. Em 2007, índice de pessoas sem qualquer instrução ou menos de um ano de estudo correspondia a 13,7% da população brasileira. Em 2013, seis anos depois, índice pouco reduziu, ficando em 12,3%. (Carlos Mazza) 
Fonte: O Povo

LOJA IPU ELETRO COMEMORA 10 ANOS E SORTEIA UMA HONDA BIZ

As lojas Ipu Eletro I e II sortearam na manhã deste sábado (27/12), uma Honda Biz 0km da promoção de de aniversário de 10 anos da loja.

O sorteio ocorreu ao vivo na matriz, localizada ao lado da Igreja Matriz de Ipu, na Avenida Milton Carvalho, centro e a ganhadora foi a cliente: Maria Carlos de Sousa, do sítio Cajueiros - Cliente desde 2004.

A promoção teve inicio no dia 1ª de julho para cada cliente que comprou 100 reais tinha direito a um cupom.

A loja Ipu Eletro tem no comando os irmãos Paulo e Virgínia Paiva e conta com uma clientela de ipuenses da sede, distritos e localidades.
Com informações do Ipunotícias.com

DAVI, MIGUEL E SOPHIA FORAM OS NOMES DE BEBÊS MAIS REGISTRADOS EM 2014


Escolher o nome definitivo para um filho nem sempre é uma das mais fáceis decisões e, para ajudar na escolha, o site BabyCenter Brasil divulgou recentemente uma lista em que constam os nomes de bebês mais registrados no Brasil em 2014.

A lista traz os 100 nomes mais populares de meninos e meninas e foi elaborada com base no cadastro de 90 mil nomes no site. 
Pelo segundo ano consecutivo, Sophia e Miguel são os nomes mais preferidos pelos papais brasileiros.

De acordo com o site, nomes de grafias diferentes, mas que possuem sons parecidos (como Mateus ou Matheus) ficam juntos na lista.

Confira a lista acima com os 20 nomes de bebês mais registrados no Brasil em 2014.

Veja - 2014, O ANO EM QUE PAGAMOS MICO

VEJA desta semana constata que 2014 foi o ano das falácias. Na campanha para as eleições presidenciais, nas discussões de uma economia em desarranjo, no escândalo da Petrobras, na falta de água em São Paulo e até no vexame dos 7 a 1 na Copa do Mundo – o discurso da enganação chegou ao auge. VEJA relembra os fatos marcantes do ano e os examina à luz de truques de lógica estudados desde a Grécia Antiga.

sexta-feira, dezembro 26, 2014

IDEB de Ipu - INDICADORES APONTAM ESTAGNAÇÃO E QUEDA DE QUALIDADE NA EDUCAÇÃO MUNICIPAL

Em Novembro de 2013, alunos da rede pública municipal de Ipu foram submetidos a Prova Brasil. As médias das notas dos alunos ipuenses servem de base para os números finais do Ibeb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) que são divulgados no segundo semestre do ano seguinte (2014). Desenvolvidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC) a Prova Brasil, a qual é aplicada somente em anos ímpares para alunos de 5ª e 9ª série, têm por objetivo de avaliar a qualidade do ensino oferecido pelo sistema educacional brasileiro a partir de testes padronizados e questionários socioeconômicos. 

O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias. Para tanto, o Ideb é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente. 

Com dados catalogados e divulgados desde 2007 durante a gestão da Prefeita Corrinha Torres, o Ideb de Ipu vinha passando por um processo contínuo de melhora, mas com a divulgação nesse ano dos números de 2013, o Ipu pela primeira vez deixou de evoluir. Segundo o Ideb, nas séries finais (9ºano do Ensino Fundamental), o Ipu estagnou nos 3,5 pontos, enquanto nas séries iniciais (5º ano do Ensino Fundamental) houve uma queda de 4,5 para 4,2 pontos.

Esses dados negativos divulgados pelo MEC foram baseados no primeiro ano da gestão do Prefeito Sergio Rufino.

A educação municipal de Ipu termina o ano de 2014 sem nada a comemorar. Além da queda na avaliação Estadual do Spaece e do baixo rendimento na OBMEP, os números do Ibeb mostram o quanto os gestores locais precisam melhorar em suas ações educacionais. A educação de apadrinhamento político nunca funciona.

Contra números não existem argumentos. 
_____________________________________________
Leia matéria Relacionada Clickando na imagem abaixo

SALVAR A VICE, ESSA É A NOVA ESTRATÉGIA DOS MARTINS DE NONATO

Nonato e Carlos Eduardo em recente confraternização natalina na casa do Prefeito/ Foto: Afrânio Soares

O ex-vereador Nonato Martins e seu filho Carlos Eduardo, Vice Prefeito de Ipu, são dois malabaristas da política ipuense.
Nesse ano que se finda, ninguém dentro da política municipal ousou tanto como Os Martins de Nonato  e, apesar de não terem atingido seus reais objetivos, acabaram o ano teoricamente numa boa pois mantiveram cargos e prestígio dentro do Paço Municipal, mesmo tendo feitos constantes ensaios de ruptura de olho em 2016.

CONTRA CAMILO
De posse do Solidariedade (SD), sigla nova criada e que no Ceará é comandada pelo Dep. Federal Genecias Noronha, Nonato e filhos jogaram suas fichas na candidatura governamental de Eunício Oliveira (PMDB) . Eles de “de cabo a rabo” não votaram nos candidatos apoiados pelo Prefeito Sergio Rufino (PCdoB), e este teve que engolir seco o seu Vice, com seu pai junto com o Vereador Nonato Martins Filho, trabalharem em Ipu com muito afinco contra o governista Camilo Santana que contava com o apoio do gestor local.

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA
Mesmo depois de ter perdido a eleição governamental, Nonato Martins nos bastidores articulou a presidência da Câmara para seu filho, tentando dá um nó no prefeito que pretendia  reeleger seu irmão Zeca. As articulações vararam madrugada a dentro nas horas anteriores a eleição da presidência do legislativo. Embora tenha recebido o apoio de Manoel Palácios e de alguns vereadores, a desconfiança de uma traição do Vereador Eduardo Ximenes fez a coisa implodir.

ENQUADRADOS
Depois dessas querelas, Nonato e Sergio Rufino tiveram um “entendimento”.  Foi Fácil, pois ambos, até segunda ordem, ainda precisam um do outro. Sergio deixou a turma do seu Vice bem pequenina nessa história, pois até o episódio do afastamento de um radialista ligado a prefeitura que criticara Nonato com sua investidas, teve que ser desfeito na emissora dos Martins. 

VICE AMEAÇADA
O plano dos Martins de  Nonato é único e bem claro:  garantir a Vice de novo. Não existe outra alternativa, pois  Carlos Eduardo é sabedor das suas limitações políticas e o quanto seria estruturalmente frágil uma candidatura sua a Prefeito em 2016 rompendo com os irmãos Rufinos. 

O vice, antes todo rebelde e que evitava andar ao lado do prefeito, agora mudou a estratégia. A ordem é marcar colado em Sergio Rufino e pactuar com suas ações. Por sua vez “Nonato Velho”, como assim é chamado nos corredores da Prefeitura, tem diminuídos as críticas de bastidores  a administração municipal. É inegável que para esse posicionamento do comandante do Solidariedade (SD) de Ipu, tem em muito pesado o momento de estabilidade político-administrativa que o Prefeito passa somada as indefinições da oposição que está sem generalato. 

Enquanto isso, Sergio Rufino busca uma nova alternativa mais confiável e com custo-benefício eleitoral melhor para ser seu companheiro de chapa em 2016. Dizem que o prefeito está montando o seu mapa da Mina.

PREFEITURA DE PIRES FERREIRA PROMOVE CONFRATERNIZAÇÃO DE NATAL COM FUNCIONÁRIOS


A Prefeitura Municipal de Pires Ferreira, realizou na noite da última segunda-feira, (22/12), uma festa de confraternização de Natal para funcionários e secretários do Governo "Uma cidade de todos".

Jantar de confraternização e comemoração dos trabalhos que se findaram de 2014, distribuição de presentes e música ao vivo marcaram a noite de festa que foi realizada no Ginásio de esporte do município que contou com a presença da Prefeita do município Marfisa Aguiar (Pros).

Fonte: Ipunoticias.com

PARA ONDE VAI MAURO FILHO?

Se não ganhar cargo federal, Mauro terá secretaria de destaque
A seis de assumir a cadeira de governador do Ceará, Camilo Santana (PT) não fechou sua equipe e nem sequer confirmou data para anunciá-la. O petista vinha aguardando a divulgação da lista ministerial da presidente Dilma Rousseff (PT) para resolver a questão no Estado. Parte do ministério foi definida na última terça-feira, mas um dos cargos federais cruciais para a costura política no Ceará não foi preenchido.

De acordo com fonte ligada a Camilo, a presidência do Banco do Nordeste (BNB) é uma das pendências que impedem o futuro governador de fechar o secretariado. O grupo governista quer emplacar o candidato derrotado ao Senado Mauro Filho (Pros) na chefia do Banco, que possivelmente será entregue ao PP. Companheiro de chapa do petista na eleição deste ano, Mauro está sem mandato a partir de 2015, e quer cargo com capilaridade política. Se não federal, no Estado.

Dilma viajou para a Bahia, onde descansará por quatro dias, mas deixou equipe liderada pelo ministro Aloizio Mercadante responsável por encaminhar a definição dos cargos. A chefia do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e da Companhia Docas também entram nas contas de Camilo para a composição do secretariado. O problema é que há chances de Dilma terminar 2014 sem ter decidido o rumo dessas vagas. Há mais de 20 cargos do primeiro escalão ainda a ser preenchidos.

A expectativa de aliados ouvidos pelo O POVO é de que a situação possa ser sanada até amanhã. Camilo deverá conceder entrevista coletiva para anunciar todos os nomes de uma só vez. Apesar do que vinha sendo dito nos bastidores, o alinhamento entre o secretariado e o ministério de Dilma não será regra, mas poderá ocorrer em pastas específicas como Educação e Trabalho e Desenvolvimento Social.

Vários nomes ganham força no balcão de apostas. Com a recusa do cardiologista Carlos Roberto Martins (Cabeto) para a Saúde, o deputado estadual José Sarto (Pros) tem sido cotado. Para o Esporte, o deputado estadual eleito David Durand (PRB), do mesmo partido do futuro ministro da área, George Hilton, tem sido ventilado.

O secretário da Segurança Pública – que virá de fora do Estado, conforme O POVO tem noticiado – ainda estava para ser resolvido. Mauro Filho, caso não seja indicado ao BNB, deverá ser nome certo na área de planejamento do Estado. Na Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, a tendência é de manutenção do PDT.
Fonte: O Povo

TRÊS MINISTROS INDICADOS POR DILMA RESPONDEM A PROCESSO

O senador Eduardo Braga será o novo titular do Ministério das Minas e Energia, a senadora Kátia Abreu vai comandar a Pasta da Agricultura e Helder Barbalho ficará com a Pesca
Brasília. Ao menos três dos novos nomes do ministério do segundo governo da presidente Dilma Rousseff respondem a processos judiciais. Todos são do PMDB. A senadora Kátia Abreu (TO), anunciada como ministra da Agricultura, responde a um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por falsificação de selo público. O senador Eduardo Braga (AM), novo titular do Ministério de Minas e Energia, também é investigado em um inquérito no STF. Ele é suspeito de ter cometido crime eleitoral.

Helder Barbalho, novo ministro da Pesca, é investigado por improbidade administrativa na Justiça Federal do Pará.

O inquérito contra Kátia Abreu chegou ao Supremo em outubro deste ano e está sob a relatoria do ministro Celso de Mello. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), presidida pela senadora, é suspeita de emitir demonstrativos de débitos e contribuições sindicais em papel timbrado com o brasão da República.

Já o inquérito contra Eduardo Braga foi aberto no Amazonas em outubro de 2008, quando o senador era governador do estado. Ele foi acusado de ter enviado a Parintins 15 policiais militares em dois aviões fretados para fazer segurança pessoal de Enéas Gonçalves, o candidato à prefeitura que apoiava. O caso chegou ao STF em agosto de 2012 e está sob a relatoria do ministro Teori Zavascki.
Fonte: DN

CID E SEU KIT EDUCAÇÃO NATALINO

Charge

quinta-feira, dezembro 25, 2014

ENEM - ESCOLA PROFISSIONAL DE IPU É A TERCEIRA MELHOR DA REDE ESTADUAL DA CREDE 5


Núcleo Gestor da EEEP Tarcísio Aragão

Vinculada a Crede 5 de Tianguá a qual administra as Escolas Estaduais Profissionais e de Ensino Médio Regular da Região da Ibiapaba, a EEEP Tarcísio Aragão de Ipu ficou posicionada como a terceira melhor entre as instituições públicas ranqueadas pelo Inep/Mec.

Com uma média de 501,7, a escola de Ipu ficou atrás da EEEP Gov. Waldemar Alcântara de Ubajara que foi a melhor pontuada com 536,5, e da EEEP Isaías Gonçalves de São Benedito que ficou com 514,7 na segunda colocação.

O ranqueamento do MEC (click aqui para visualizar) via Inep, órgão responsável pela aplicação do ENEM, foi divulgado na última segunda (22) com base nas notas dos alunos concludentes do ensino médio de 2013. Essa é a primeira vez que a Escola que tem a frente o Professor Nivaldo Araujo teve sua qualidade testada, pois foi em 2013 que a instituição concluiu seu primeiro ciclo com alunos do Ensino Médio. No ano passado a Escola Profissional de Ipu teve um total de 141 alunos concludentes do 3º ano do Ensino Médio que fizeram a prova do Enem.

NÚMEROS QUE PREOCUPAM
Apenas as três escolas acima citadas conseguiram, entre as 29 escolas da CREDE 5, atingir uma média ultrapassando 500 pontos. Especialistas em Educação apontam que números inferiores a esse patamar são preocupantes e implicam diretamente na qualidade de ensino e seus nuances.

Outro ponto a ser discutido é que as Escolas Profissionais são também um termômetro de como anda a educação municipal, pois sua clientela é de mais de 80% de alunos vindos da rede municipal, sendo estes teoricamente os detentores das maiores notas pois há um rigoroso critério de admissão para se matricularem no 1º ano do Ensino Médio.

Comparando com as cidades vizinhas, dentro do prisma da realidade ipuense, esse terceiro lugar deve ser compartilhado com os alunos que concluíram o ensino municipal (9ª série) em 2010. É importante observar quem estava à frente do comando da educação pública quando estes alunos saíram do ciclo municipal.

Os competentes educadores da EEEP de Ipu estão de parabéns, mas também devem estarem cientes que a busca pela melhoria desses números deve ser uma constante. 


UM EXEMPLO A SER SEGUIDO

A EEEP Adriano Nobre de Itapajé, cidade que fica aproximadamente 95 km de Sobral, foi a Escola Pública do interior com a melhor pontuação segundo MEC/Inep. A Escola de Itapajé obteve 579,59 desbancando inclusive vários colégios particulares de renome do interior como foi o caso do tradicional Colégio Luciano Feijão de Sobral que teve a média de 564,0. 


Click na imagem para visualizar

CID FOI BEM NA MELHORA DO ENSINO FUNDAMENTAL, MAS FRACASSOU NO ENSINO MÉDIO

Bons resultados no ensino fundamental e fidelidade à presidente levaram o governador a ser indicado para o ministério. Nem as polêmicas com professores ou os problemas no ensino médio e superior atrapalharam.

Os planos de deixar o Brasil para trabalhar nos Estados Unidos em 2015 foram abortados pelo governador Cid Gomes (Pros) na manhã de ontem, quando ele aceitou o convite da presidente Dilma Rousseff (PT) para assumir o Ministério da Educação. A pasta detém o segundo maior orçamento do Governo Federal, atrás somente da Saúde, e foi considerada pela petista “a mais desafiadora” área do País, conforme relatos de Cid sobre a reunião que selou o convite, em Brasília. 

O governador do Ceará disse que se sente "mais à vontade" por não ter sido escolhido por indicação partidária, afirmou que, até janeiro, irá buscar ouvir sugestões de especialistas e adiantou que não irá compor uma nova equipe no Ministério assim que chegar ao cargo. 

"Chegando lá, não vou mudar todo mundo. Será preciso uma transição. Vou conhecer a equipe, o histórico de quem está lá, e aos poucos recrutar o que de melhor há na inteligência nacional. A Dilma certamente me convidou não por enxergar deficiências no Ministério. Chamou porque agora sou uma pessoa que está disponível e que antes não estava. E ela sabe da preocupação e do zelo com essa área". 

Por que Cid Gomes? 

O Ministério da Educação tem peso desproporcional à estatura do partido de Cid, o Pros, que está entre os nanicos na Câmara dos Deputados. O cearense faz parte, portanto, da cota pessoal de Dilma no ministério. Quando era filiado ao PSB, em 2013, o chefe do Executivo do Ceará ganhou pontos com a petista ao se insurgir contra a candidatura do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), à Presidência da República, defendendo que a sigla se mantivesse na base governista. Com a confirmação do nome de Campos como candidato de oposição, Cid preferiu deixar a sigla e se filiar ao Pros, para onde levou a maioria dos líderes do PSB no Ceará. 

O governador também ganhou prestígio com a presidente pelos bons resultados do Programa Alfabetização na Idade Certa (Paic), implantado no Ceará em 2007, que acabou virando referência para um Pacto Nacional na área. Em 2007, crianças da maioria dos municípios do Estado tinham nível "intermediário" de alfabetização no 2º ano do ensino fundamental. Já em 2011, segundo o Governo, 179 das 184 cidades do Ceará já haviam alcançado nível "satisfatório". 

Boa parte dos bons resultados do Governo se concentrou no ensino fundamental. Em setembro deste ano, o MEC divulgou que o Ceará não atingiu a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2013 para o ensino médio, mas alcançou os índices propostos para os anos iniciais e finais do fundamental. 

Na contramão do bom currículo na área de educação, Cid amargou várias greves de professores e foi acusado por docentes de abandonar a Universidade Estadual do Ceará (Uece). Em 2010, o governador chegou a apresentar ao MEC a proposta de federalizar a Instituição, mas não houve desdobramento. 

A qualidade do ensino médio foi outra pedra no sapato. Conforme O POVO publicou ontem, passados oito anos de gestão, 93% dos alunos terminam o ensino médio com deficiência em matemática. Só 9% deixam a escola com proficiência em português. 

Virtudes e problemas de Cid na Educação 

O QUE CREDENCIA CID 

O Pacto Nacional da Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), lançado pelo governo Dilma Rousseff, é inspirado em programa nascido em Sobral, quando Cid era prefeito, e depois replicado no Estado. No Ceará, o Paic levou alfabetização em nível “satisfatório” a crianças do 2º ano de quase todos os 184 municípios. 

Quando Cid assumiu o governo, em 2007, havia déficit de escolas de ensino médio no Ceará. Hoje, todas as sedes municipais possuem uma unidade e, segundo o governador, há 80 distritos com escolas públicas estaduais funcionando. 

O Estado aponta que não havia nenhuma matrícula em escola profissionalizante do Estado em 2007. Atualmente, há mais de 40 mil jovens matriculados nessa modalidade de ensino. 

Em setembro deste ano, o Ideb – índice divulgado a cada dois anos que serve como indicador do MEC para a qualidade do ensino básico no País – mostrou que, nos anos iniciais do ensino fundamental, o Ceará aumentou sua nota de 4,7 para 5. A meta, nessa modalidade, era de 3,9. Nos anos finais, a nota passou de 3,9 para 4,1. Na rede privada, as metas não foram atingidas. 

PROBLEMAS E POLÊMICAS 

Em relação ao Ideb, a nota no ciclo final do ensino médio no Ceará caiu de 3,4 para 3,3, de 2011 para 2013. Houve queda de 2,9%, tendência registrada em outros 15 estados. 

Resultados divulgados pelo movimento Todos pela Educação este ano mostram que apenas 6,6% dos alunos terminam o ensino médio com proficiência em matemática e só 9% com conhecimento adequado em português. 

Cid teve relação difícil com os professores. Em 2011, durante uma greve da categoria, se envolveu em polêmica de projeção nacional ao afirmar que professores devem trabalhar “por amor”. 

Outra crise gerada pela greve de 2011 foi a violenta expulsão de professores e simpatizantes acampados na Assembleia Legislativa pela Polícia Militar, conflito do qual algumas pessoas saíram feridas. 

Dos 12 meses do ano de 2014, pelo menos oito foram de greve dos professores da Uece. Os docentes acusam o Governo de não cumprir promessas, como a regulamentação de todas as leis do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) e a realização de concursos para professores efetivos. 

Bastidores 

Cid seguiu de Brasília para o Ceará na tarde de ontem e foi direto para a Assembleia, onde fez balanço do governo e se despediu dos deputados. Antes de sair o anúncio oficial da Presidência sobre o ministério, vários parlamentares se referiram a ele como “ministro”. 

Quando a lista de Dilma foi divulgada, o presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque (Pros), fez o anúncio no plenário. Autoridades presentes aplaudiram de pé. Cid pediu para que Zezinho falasse a lista inteira, vagarosamente. A cada nome lido, o governador tecia um comentário. Ele reconheceu o nome de Nilma Lino Gomes, futura secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Nilma é reitora da Unilab, universidade com sede no município de Redenção 

A cerimônia na Assembleia se transformou em uma longa sessão de paparicos a Cid. Diante dos elogios, não houve espaço para críticas. 

Fonte: O Povo

Infiéis do PMDB - PREFEITOS DE SANTA QUITÉRIA E NOVA RUSSAS PODEM PERDER O MANDATO

Luciano Lobo e Gonçalo Diogo 

A comissão de ética do PMDB Ceará enviou, ontem, para a executiva do partido, o processo contendo a apuração dos filiados que foram considerados “infiéis” durante as eleições de outubro passado. O próximo passo do diretório do partido é analisar e decidir qual punição caberá a cada um dos políticos que forem comprovadamente apontados como infiéis.

O secretário-geral do PMDB, João Melo, explica que a executiva da legenda deve primeiro convocar cada um dos filiados que contrariaram a determinação da legenda na eleição passada para prestar esclarecimentos e, somente depois, realizar um julgamento. As situações mais complicadas são dos filiados detentores de mandatos; esses podem responder judicialmente por não terem apoiado a candidatura do PMDB ao governo do Ceará.  

Ainda segundo João Melo, o número de infiéis nas últimas eleições foi maior do que durante outros pleitos. “São muitos os infiéis. Isso começa com prefeitos, ex-prefeitos, deputados, vereadores, fora os que estão sem mandatos. Tudo tem que ser apreciado e analisado com calma. A partir dessa apreciação, a executiva começa avaliar cada comportamento do filiado. Mas quem realmente não seguiu as normas do PMDB terá sua devida punição”, pontuou.

As penas para os que não seguiram as normas da legenda variam da simples advertência até à expulsão do partido. A aplicação da pena máxima – expulsão – implica também a perda do respectivo mandato, segundo afirmam fontes do PMDB.

O secretário do partido preferiu não citar nomes, no entanto, fontes ligadas a legenda garantem que entre os denunciados estão o vereador de Fortaleza, Carlos Mesquita; a vice-prefeita de Barbalha, Betilde Correia; e os prefeitos de Nova Russas, Gonçalo Diogo e de Santa Quitéria, Fabiano Mesquita.

Nos bastidores, aliados afirmam que o presidente do partido, senador Eunício Oliveira (PMDB), quer saber quem está a seu lado neste novo momento da legenda que faz oposição ao governo estadual.

CRISE NO PMDB

No início do mês, o vereador Carlos Mesquita apontou como culpado pela derrota de Eunício Oliveira na disputa pelo Governo do Ceará nas últimas eleições, o vice-prefeito de Fortaleza e vice-presidente do PMDB Ceará, Gaudencio Lucena, então coordenador de campanha de Eunício. Mesquita afirmou, em entrevista a O Estado que a “arrogância” de Gaudencio afastou muitos aliados que poderiam ter sido de grande ajuda durante a campanha. Ele ainda declarou que não existe diálogo dentro da legenda cearense.

Durante a campanha eleitoral, Mesquita manteve-se neutro e não declarou apoio à candidatura de Eunício. Questionado, na época, qual candidato ele estaria apoiando no pleito executivo estadual, o vereador limitou-se a dizer “eu voto na Dilma”.

Apesar de não ter declarado apoio ao candidato peemedebista, Mesquita lamentou a derrota de Eunício, afirmando que não tem nada contra o senador. “Acho o Eunício uma pessoa séria e, se ele tivesse tido tempo de coordenar a campanha, ele teria sido eleito, porque ele não iria fazer como o Gaudencio fez. Espero um dia poder votar ainda no Eunício para governador”, enfatizou.

Em resposta às acusações de Mesquita, o vice-presidente do PMDB afirmou que o parlamentar não segue a orientação do partido desde as eleições de 2012, quando o PMDB apoiou a candidatura de Roberto Cláudio (Pros), sendo Gaudencio o candidato a vice-prefeito na mesma chapa. Nas eleições deste ano, Gaudencio afirma que o erro do vereador foi ainda maior, já que o PMDB lançou o presidente da legenda – Eunício Oliveira – como candidato, e ele também se recusou.
Fonte: O Estadoce.com

"Boquinha" - ALIADOS NÃO ELEITOS AGUARDAM INDICAÇÕES PARA SECRETARIADO DE CAMILO

Teodoro, ex-Reitor da UVA, ficou na suplência de Deputado

O governador eleito Camilo Santana (PT) pode anunciar até a próxima segunda-feira a composição do secretariado de seu Governo. Ao longo das últimas semanas diversos nomes foram especulados como prováveis indicações, mas até o momento, nenhum deles foi confirmado por assessores e políticos mais próximos do petista.

Conforme informações, Santana pode anunciar nesta sexta-feira os indicados, ou, devido a  confirmações que ainda faltam ser feitas, deixar somente para a próxima segunda-feira. Pelo menos cinco suplentes de deputado na Assembleia Legislativa esperam que o novo chefe do Poder Executivo indique parlamentares para compor a nova gestão, o que garantirá que esses tenham um assento na Casa. São eles: Leonardo Pinheiro (PSD), Professor Teodoro (PSD), Fernando Hugo (SD), Dedé Teixeira (PT) e Rachel Marques (PT).

O nome do deputado Ivo Gomes (PROS) é citado nos bastidores, como uma provável escolha de Camilo Santana para Educação ou uma pasta mais ligada ao gestor. Dedé Teixeira também vem sendo cotado, segundo informações, como provável secretário do Governo de Camilo Santana, assim como José Sarto (PROS), atual líder do Governo Cid Gomes, que pode ir para a Saúde.  Davi Duran, do PRB, também é cotado para uma das pastas, o que abriria outra vaga no Legislativo para os suplentes assumirem.

Natal em família

O governador Camilo Santana passou o Natal junto com a família, na serra de Maranguape, e segundo a assessoria de comunicação dele, apesar das especulações, não há confirmação sobre a data e local de conformação dos nomes para o  secretariado do novo Governo.

quarta-feira, dezembro 24, 2014

DILMA REPETE OS VELHOS VÍCIOS DA POLÍTICA NA NOMEAÇÃO DE NOVOS MINISTROS

O slogan "governo novo, ideias novas" foi um dos mais explorados pela campanha que reelegeu a presidente Dilma Rousseff (PT) para mais quatro anos de mandato. Vencida a disputa, no entanto, a presidente cede a antigos vícios da política brasileira. O 'pacotão' de novos ministros anunciado nesta terça-feira deixa claro o principal objetivo do troca-troca na Esplanada: aplacar a sede de partidos aliados por espaço no primeiro escalão do governo. A contrapartida, apoio no Congresso. Diferente dos nomes anunciados para comandar a economia no segundo mandato de Dilma — Joaquim Levy (Fazenda), Nelson Barbosa (Planejamento) e Alexandre Tombini (Banco Central) —, a segunda leva da reforma ministerial tem a marca do fisiologismo.
Com sua vocação para o folclore político, o ministério da Pesca já virou moeda corrente do loteamento político. Conforme o anúncio desta terça-feira, ele será comandado pelo filho do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), Helder Barbalho (PMDB), que foi derrotado na disputa pelo governo do Pará pelo tucano Simão Jatene. Seja qual for sua familiaridade com os assuntos da pasta, isso não será problema: afinal, esse é o ministério que já foi chefiado por quem – Marcelo Crivella (PRB-RJ) – admitia não saber nem colocar minhoca no anzol. Até agora, o cargo mais alto que Helder, de 35 anos, ocupou foi o de prefeito de Ananindeua, no interior do Pará. O herdeiro do clã Barbalho responde a processo por improbidade administrativa na 5ª Vara Federal do Pará referente a uma auditoria do Ministério da Saúde que detectou irregularidades na aplicação de recursos da pasta no período em que ele administrou o município paraense, segundo reportagem do jornal O Globo. Barbalho pai, senador e chefe do clã, responde a seis processos no Supremo Tribunal Federal.
Helder é da cota do PMDB, que Dilma decidiu aumentar ainda mais, um reconhecimento ao apoio da legenda à manobra fiscal do governo para maquiar o descumprimento da meta. Além de Helder, o PMDB emplacou mais cinco nomes: Kátia Abreu na Agricultura, Eliseu Padilha na Secretaria de Aviação Civil, Edinho Araújo na Secretaria de Portos, Vinicius Lages no Turismo e mais um perdedor das eleições, Eduardo Braga, que foi derrotado na corrida pelo governo do Amazonas e agora vai para o poderoso Ministério de Minas e Energia.

Dilma foi eleita em coligação com nada menos que oito partidos (além do PT), e até agora contemplou seis na reforma: PMDB, PSD, PCdoB, PROS, PRB e PTB. Como um gesto de gratidão pelo apoio nas eleições, a presidente alojou o governador do Ceará, Cid Gomes (PROS), no Ministério da Educação. Em setembro de 2013, ele se desfiliou do PSB, após o então presidente da legenda, Eduardo Campos, romper com o governo federal e anunciar a sua candidatura à presidência. A gratidão de Dilma alcançou também o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD), outro derrotado nas urnas alçado à Esplanada – vai comandar o cobiçadíssimo Ministério das Cidades, desalojando o PP.

No centro do escândalo do petrolão, o PP tem sido um dos entraves da reforma política. O partido é o que tem mais nomes citados nas delações do esquema bilionário de corrupção instalado na Petrobras. Para não correr o risco de indicar um suspeito, Dilma manifestou a intenção de consultar o Ministério Público, esquisitíssimo critério de reforma ministerial que a Procuradoria-Geral da República não deixou prosperar – e que o ex-ministro do Supremo Joaquim Barbosa considerou uma "degradação institucional". Seja quem for o escolhido, o PP espera ser agraciado com outro ministério de peso, a Integração Nacional. A derradeira leva de indicações deve sair na semana que vem.
Fonte: Veja.com

COLÉGIO MILITAR DE FORTALEZA E EEEP PROFISSIONAL DE ITAPAJÉ ESTÃO ENTRE AS 100 MELHORES ESCOLAS PÚBLICAS DO PAÍS

Alunos do Colégio Militar (Federal) de Fortaleza

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgou na última segunda-feira (22), os resultados médios por escola da edição de 2013 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O Ceará possui duas escolas dentre as cem instituições estaduais do País que obtiveram melhor resultado na média da prova objetiva.

O Colégio da Polícia Militar do Ceará, de Fortaleza, foi a escola estadual cearense com melhor pontuação no exame em 2013, com média de 588,03 nas quatro provas realizadas. Além disso, o colégio garantiu ainda a 37ª posição entre as escolas estaduais do Brasil. No ranking geral, que inclui as escolas particulares e federais, o Colégio da Polícia Militar ficou na 1488ª posição.

Já a Escola Estadual de Educação Profissionalizante Adriano Nobre, em Itapajé, conseguiu ser a segunda melhor instituição pública do Estado e a 59ª do gênero no País. A escola conseguiu média de 579,56 pontos.

Das dez escolas estaduais mais bem posicionadas do Ceará, cinco são de Fortaleza, enquanto as outras cinco são do interior.

Os outros estabelecimentos educacionais cearenses mais bem colocados consecutivamente foram a EEEP Maria Dolores Alcântara e Silva, de Horizonte; o Colégio Militar do Corpo de Bombeiro, de Fortaleza; EEEP Professor Walquer Cavalcante Maia, de Russas; EEEP Paulo Petrola, de Fortaleza; EEEP Governador Waldemar Alcântara, de Ubajara; EEEP Julia Giffoni, de Fortaleza; EEEP Adelino Cunha Alcântara, de São Gonçalo do Amarante; e EEEP Juarez Távora, de Fortaleza.

Na Escola Maria Dolores de Alcântara e Silva, os resultados positivos são conquistados por meio do acompanhamento contínuo e avaliação das necessidades dos alunos, conforme relata o coordenador da instituição, Carlos Eduardo da Silva: "O trabalho é aplicado desde o primeiro ano, tendo como foco recuperar as deficiências do aluno em relação ao ensino fundamental".

A eficiência do método é comprovada pelos resultados. A Escola Maria Dolores de Alcântara e Silva já conseguiu ter alunos aprovados em cursos como Medicina, Engenharia Civil e Odontologia na UFC. Já Tadeu Celedônio, diretor da Escola Professor Walquer Cavalcante Maia, coloca que o trabalho realizado com os alunos vai além da preparação para as provas, mas também de estímulo e conscientização sobre as próprias possibilidades.

"Fazemos o preparo desde o primeiro dia de escola e o foco é sempre o Enem. Temos aulões semanais, professores qualificados, materiais que vão além do livro didático e testes simulados a cada 21 dias. Não é porque estamos em uma escola pública que não podemos oferecer um ensino de qualidade", comenta.

Pela segunda vez consecutiva, o Inep liberou apenas a média em cada uma das quatro provas objetivas (ciências da natureza, ciências humanas, linguagens e matemática) e da Redação. Foram abordadas 14.715 escolas, sendo consideradas as que tiveram pelo menos metade de seus alunos do 3º ano do ensino médio participando do Enem, além de no mínimo dez alunos concluindo o ensino médio.

Ranking

1. Colégio da Polícia Militar do Ceará
2. EEEP Adriano Nobre (Itapajé)
3. EEEP Maria Dolores Alcântara e Silva (Horizonte)
4. Colégio Militar do Corpo de Bombeiros (Fortaleza)
5. EEEP Professor Walquer Cavalcante Maia (Russas)
6. EEEP Paulo Petrola (Fortaleza)
7. EEEP Governador Waldemar Alcântara (Ubajara)
8. EEEP Julia Giffoni (Fortaleza)
9. EEEP Adelino Cunha Alcântara (São Gonçalo do Amarante)
10. EEEP Juarez Távora (Fortaleza)

Ranniery Melo
Repórter

CID COMO MINISTRO DA EDUCAÇÃO: VEM AÍ CHIBATA NOS PROFESSORES.

A presidente Dilma Rousseff (PT)  confirmou o governador do Ceará, Cid Gomes, como o novo ministro da Educação, em substituição a José Henrique Paim Fernandes.

O anúncio põe fim a quase dois meses de especulações e revela o futuro do homem que governou o Ceará nos últimos oito anos: Cid Gomes deixa o Palácio da Abolição e segue para a Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Cid é conhecido como um político de pouco diálogo com os professores. Para ele, professor tem que ganhar pouco mesmo e deve dar aula por amor. Em seus oito anos de gestão foram vários os incidentes, muitos marcados pela violência da repressão, entre o governador e os docentes do Ceará.

O governador cearense deixa a educação do seu Estado com as universidades Estaduais (URCA, UVA  e UECE) sucateadas e em greve. Cid prometeu no início do ano atender a várias revindicações de professores e universitários, após uma primeira paralisação. Não cumpriu, jogou para debaixo do tapete e deixou o abacaxi para seu sucessor Camilo Santana resolver. 

terça-feira, dezembro 23, 2014

MAURÍCIO XEREZ É A REVELAÇÃO DO RÁDIO IPUENSE DE 2014, DIZ AFRÂNIO SOARES

É com muita satisfação que comunicamos aos milhares de leitores, amigos e seguidores que acompanham diariamente o nosso editorial, que a Revelação do Ano de 2014 na imprensa radiofônica de Ipu na visão do Portal de Notícias Aconteceu Ipu, é o Dr. Maurício Xerez programa "Falando Sério" da tradicional Rádio Iracema de Ipu. Esse quadro descritivo foi criado ano passado (2013), pelo nosso redator, Afrânio Soares. Para chegarmos nesta escolha tivemos como base a desenvoltura em dicção, público alvo e conteúdo descritivo.
O Programa Falando Sério foi ao ar, no dia 07 de dezembro de 2013, apresentado pelo âncora do programa, ipuense ilustre, Dr. Maurício Xerez.

Conheça agora um pouco da vida do comunicador.

O Dr. Maurício Xerez nasceu no dia 29 de setembro de 1946, filho de Edilberto Aragão Xerez e Maria das Dores Dias Xerez. Teve sua formação cultural quando estudou com os Frades Franciscanos no Colégio Santo Antônio em Ipuarana, Campina Grande.

Sua experiência no rádio surgiu ainda muito jovem, com 16 anos de idade, ano de 1962 na Rádio Tupinambá de Sobral. Apaixonado pelo mundo cultural da imprensa, o Dr. Maurício Xerez, a convite do saudoso Edson Queiroz, trilhou sua vida empresarial de imprensa como diretor do Jornal Diário do Nordeste, projeto criado em 1979, tendo como sua primeira circulação do jornal, no dia 19 de dezembro de 1981. Ao deixar o jornal, passou a se dedicar a "Plantação de Uva" em sua fazenda localizada na região do Bonito, ano de 1987.
Em 1995, em Fortaleza, o Dr. Maurício Xerez fundou a Editora ABC,  na época a Editora chegou a fazer grandes tiragens de várias edições de livros lançados no Brasil, para se ter idéia, o livro "Os Maias" teve uma tiragem de 30 mil exemplares.
O Dr. Maurício Xerez é formado em direito e tem dois filhos: - O Juiz Federal, Rafael Marcílio Xerez e a médica, Irma Marcílio Xerez Guimarães. Hoje, de volta a radiofonia ipuense, a convite do empresário da comunicação, Bosco Fárias, Dr. Maurício Xerez apresenta o programa "Falando Sério", todos os sábados de 12:00 às 14:00 horas. O programa tem em seu editorial, a cultura do nordestino, homem do campo.
Fonte:Afrânio Soares (Aconteceu Ipu)

COLÉGIO IPUENSE É O MELHOR DE IPU NO ENEM, AFIRMA O MEC/Inep


Pelo quinto ano consecutivo o histórico Colégio Ipuense manteve a liderança no raqueamento entre todas as Escolas de Ipu participantes do ENEM. A listagem final foi divulgada ontem, segunda (22) , no site do Inep tendo por base as notas dos alunos concludentes do terceiro ano do Ensino Médio de 2013.

Dirigido pela Professora Rosiney Paiva Mendonça, a instituição já tinha a aluna Adrielly Maria Paiva como a detentora da maior pontuação individual do ENEM em 2013 com uma média de 760,02.

Confira a pontuação das Escolas de Ipu
Click na imagem para ampliar - Fonte Uol/Inep

_________________________________________________________________
Leiam matéria relacionada clickando na imagem abaixo

segunda-feira, dezembro 22, 2014

Enem - MEC APONTA FARIAS BRITO SOBRALENSE COMO O MELHOR COLÉGIO DO INTERIOR DO CEARÁ

Sede do Farias Brito- Sobral

O Ministério da Educação, através do Inep, divulgou no final da tarde de hoje (22/12), o ranqueamento das escolas públicas e privadas de Ensino Médio do país. Os dados são baseados na prova do Enem aplicada em 2013 e servem como parâmetro para que educadores, estudantes e a comunidade escolar avaliem o grau de aprendizagem nas instituições de ensino.

O Inep calcula a média das escolas através do desempenho dos alunos nas provas de Linguagens e Códigos, Matemática e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Ciências da Natureza. Os dados são calculados para estabelecimentos de ensino que tenham matriculados, no mínimo, dez concluintes do ensino médio regular seriado e 50% de alunos participantes do Enem. Confiram aqui a lista geral.


SOBRAL TEM O MELHOR COLÉGIO DO INTERIOR

O Colégio Farias Brito, através de sua sede em Sobral, foi apontado pelo Inep como a melhor escola do interior do Ceará. Com uma extraordinária média de 608,40, a instituição teve em 2013 um total de 166 alunos que fizeram a prova do ENEM, representando um total de 97,08% de comparecimento dos concludentes do Ensino Médio. (Veja abaixo o desempenho do FB)

Fonte: Inep/MEC

O Colégio Pequeno Príncipe do Crato ficou como o segundo melhor com a nota 606,6. Na terceira colocação interiorana com 604,6 ficou o Colégio Paraíso de Juazeiro do Norte.

Desde 2010, quando o Governo Federal passou a utilizar o ENEM como meio de acesso as universidades federais, o Inep tem divulgado ranking das melhores escolas do país com base nas notas obtidas pelos alunos nas provas. O índice de participação de alunos concludentes do 3º ano do Ensino Médio tem aumentado todos os anos.  Desde então, o FB Sobralense sempre liderou em todas as listas divulgadas como a escola da Região Norte com a média de melhor desempenho.

Confira a relação das dez melhores escolas de Sobral e da Região Norte/Noroeste do Estado. 
Acesse a lista completa aqui (já tabulada)